Cineclube Terra Livre apresenta: Indomáveis – Uma história de Mulheres Livres. 09/03

Neste domingo, 9 de março, a Biblioteca Terra Livre irá exibir o documentário “Indomáveis, uma história de Mulheres Livres” no Centro de Cultura Social de São Paulo. Esta exibição faz parte das atividades realizadas pelo Cineclube Terra Livre, que a pós 2 anos de existência e 4 mostras bem sucedidas, mudará sua forma sem, entretanto, perder sua essência.

PhotobucketAntonia Fontanillas

As Mujeres Libres… aquilo foi, para mim, uma coisa, uma experiência que só foi possível por causa da Revolução, por causa do movimento. Acredito que se não tivesse ocorrido isto, não teria existido uma organização assim, de mulheres libertárias, com esse nome.

Em 2013 não realizaremos as mostras semestrais com exibições mensais de filmes. Decidimos propor somente exibições pontuais e temáticas, conectadas a algum fato, data ou personagem do anarquismo mundial, como já fizemos algumas vezes no passado.

Isso não significa o fim das mostras, mas sim uma avaliação de que seria importante buscarmos um espaço onde possamos hospedar o Cineclube Terra Livre, conectado diretamente ao cineclubismo e que possibilite atrair e conviver com amantes do cinema, e interessados pelas questões sociais e/ou pela estética/arte que os anarquistas propõem.

Photobucket

Concha Liaño

Nós não estávamos de acordo com que as mulheres haviam se deixado submeter, porque não éramos contra os homens, o que queríamos era que os homens compreendessem que éramos seres humanos iguais a eles.

 

É neste contexto que o documentário sobre as Mulheres Livres será exibido. O filme aborda a história do que foi esse agrupamento de mulheres tão importante durante e depois da Revolução Espanhola de 1936, mostrando inclusive quais eram seus projetos, como viam a questão da relação mulher e homem, e muitas outras questões vinculando o passado e 0 presente.

Convidamos, então, a todas as pessoas prestigiarem a história desse grupo de mulheres anarquistas no CCS, Rua General Jardim, 253 – Sala 22, Próximo Metrô República – São Paulo. SÁBADO, dia 09/03, 18 horas. A entrada é gratuita.

Photobucket

 
 

Pepita Carpeña

Nós realizamos a utopia; ela é possível e ninguém poderá nos contradizer.

 
 
 
 

* Para aqueles que desejam conhecer um pouco mais sobre as mulheres livres leia a dissertação de mestrado de Maria Clara Pivato Biajoli, “Narrar Utopias Vividas. Memória e Construção de Si nas Mujeres Libres da Espanha”, disponível aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *